domingo, 4 de Abril de 2010

Carnaval São Paulo - Desfile Gaviões da Fiel 2010



Carnaval São Paulo - Desfile Gaviões da Fiel 2010



O Grêmio Gaviões da Fiel Torcida é simultaneamente uma torcida organizada do clube de futebol Sport Club Corinthians Paulista e uma escola de samba, fundada em 1969, localizada no bairro do Bom Retiro, São Paulo.

Foi a primeira torcida organizada do Brasil a ter uma estrutura administrativa interna regida por regras estatutárias. Ao contrário de outras escolas originadas a partir de torcidas organizadas de futebol, como a Mancha Verde, que possui uma escola e uma torcida com registro, sedes e estatuto diferenciados, na Gaviões os departamentos de Carnaval e os ligados ao futebol fazem parte de uma mesma entidade.

A Gaviões da Fiel é atualmente a maior torcida organizada do Mundo. Tendo como destaque a execução do maior bandeirão do país, "aposentado" em dezembro de 2005.

Em dezembro de 2008 foi lançado o projeto "Em Pról do Maior Bandeirão do Mundo", seriam vendidos 1000 kits(já comercializados) no valor de 50 reais cada, assim financiariam o maior bandeirão do planeta que já está em fase de término, como de costume será inaugurada no derby Corinthians x Palmeiras no dia 8 de março de 2009.


A Gaviões como escola de samba
Desde o início, integrantes da Gaviões da Fiel participavam ativamente dos desfiles de escola de samba, inicialmente como uma ala da escola de samba Vai-Vai, que possui as mesmas cores do Corinthians. Em 1974 foi inaugurada a primeira sede social da Gaviões e em 1975 a torcida passou a desfilar no desfile oficial de blocos da cidade de São Paulo, ganhando doze vezes a competição em treze anos de disputa.

Aceitou desfilar como escola de samba em 1989, ficando em segundo lugar no grupo 1 (atual grupo de acesso). Em 1990 terminou a disputa em nono lugar, entre dez escolas, a Gaviões foi rebaixada, porém em 1991 ganhou o Grupo de Acesso, ficando em oitavo Lugar no Grupo Especial de 1992.

Em 1993 a escola ficou em quinto lugar com o enredo A Chave do Tempo. Em 1994 a Gaviões chegou ao segundo lugar, sendo campeã pela primeira vez em 1995 com um enredo que até hoje é lembrado entre os sambistas de São Paulo, Coisa Boa é pra Sempre

Graças ao fato inusitado até então de ser ao mesmo tempo uma escola de samba e uma torcida, a Gaviões ganhou muita visibilidade no Carnaval, não só em São Paulo, mas também atraindo a curiosidade de gente de outros estados, como o Rio de Janeiro, por exemplo, bem como ganhando a simpatia também dos torcedores do Corinthians, mesmo os que torciam para outras escolas.

Em 1999 vence novamente com o enredo "O Príncipe Encoberto ou a busca de S. Sebastião na Ilha de São Luís do Maranhão", terminado empatada com a Vai-Vai, mas teria vencido se houvesse critérios de desempate na época.

Em 2002, seu samba-enredo campeão, Xeque-Mate, que fazia uma homenagem ao jogo de xadrez e ainda aproveitava para fazer duras críticas políticas e sociais, foi inclusive usado no horário político

Em 2003 a escola sagrou-se bi campea com enredo que falava sobre as 5 regioes do Brasil.A Gavioes naquele ano trouxe um samba envolvente e confirmou o favoritismo.

Em 2004, quase dez anos após o seu primeiro título no Grupo Especial e já consolidada como uma das maiores escolas de samba de São Paulo, a Gaviões da Fiel era favorita para um tricampeonato consecutivo, quando no meio do seu desfile sobre os 450 anos da cidade de São Paulo (tema único), um carro alegórico que falava sobre a "revolução corintiana" teve problemas no seu eixo, tendo uma alegoria que representava um jogador do Corinthians ficado presa na caixa de som e no relógio do Sambódromo, chegando até mesmo a derrubar este último. Isso fez a escola estourar o tempo em 5 minutos, perdendo no total oito pontos, além de levar algumas notas baixas no quesito evolução, terminando aquele desfile em último lugar.

O rebaixamento pegou de surpresa muita gente do samba paulistano, principalmente pela ironia da atual bi-campeã ter sido rebaixada logo no ano em que a "rival" Mancha Verde conseguiu ser promovida. O presidente da Mancha, Paulinho Serdan, comemorando o título naquele ano, chegou a declarar que "é uma pena que logo agora que nós subimos, eles caíram, mas não tem problema, porque no outro ano eles estão de volta e vamos poder disputar juntos".

Em 2005, a Gaviões teve alguns problemas novamente na saída do desfile, mas contou com a ajuda da Liga que permitiu-lhe mais tempo para começar o desfile, fazendo assim com que a escola vencesse novamente o Grupo de Acesso.

Os problemas de 2006 e a vitória de 2007
O ano de 2006 foi o primeiro em que duas escolas ligadas à torcidas organizadas estiveram ao mesmo tempo no Grupo Especial: a Gaviões (primeira a desfilar na sexta-feira) e a Mancha Verde (penúltima da madrugada de sábado para domingo).A Gavioes porem ganhou na justiça o direito de participar normalmente do campeonato no Grupo Especial e a Mancha Verde entao disputou sozinha durante dois anos o grupo das escolas desportivas.

Nesse ano, havia um temor entre alguns sambistas de que brigas entre torcidas pudessem atrapalhar o espetáculo, por isso o regulamento passou a prever que as escolas de torcida deveriam desfilar num dia em separado, disputando assim num grupo à parte, o Grupo Especial das Escolas de Samba Desportivas. Porém, faltando menos de uma semana para o carnaval, a Gaviões da Fiel conseguiu uma liminar que garantia que ela disputasse o título do Grupo Especial, abrindo o desfile de sexta-feira.

Este deveria ser um desfile de recomeço, porém a escola acabou estourando o tempo regulamentar, causando perda de pontos. Na apuração, a escola ainda foi punida em mais pontos: por mostrar o escudo do Corinthians em um de seus carros alegóricos (mesmo tendo ganho na justiça o direito de exibi-lo), e por uma suposta propaganda em outro carro alegórico (a marca da empresa de geradores apareceu durante o desfile, quando deveria ter sido escondida), perdendo no total 4 pontos. A isto somado ao fato de os jurados terem dado notas muito baixas a escola, como por exemplo na Bateria, resultou em outro rebaixamento. A escola, então, parecia determinada a abandonar o carnaval paulista, segundo declarações de seu então presidente. Mas isto não aconteceu e em 2007 a Gaviões da Fiel desfilou pelo Grupo de acesso com quatro carros alegóricos e 3 mil componentes. O samba enredo dedicado a padre José de Anchieta, contagiou os espectadores, principalmente sua grande torcida, que ocupava boa parte das arquibancadas do sambódromo. Ao final, como era a expectativa da critica especializada, a Gaviões da Fiel validou o favoritismo e sagrou-se novamente campeã da Categoria de Acesso.

A extinção do Grupo de Escolas Desportivas
Para 2008, inicialmente havia duas possibilidades: a Gaviões deveria participar do Grupo Especial das Escolas Esportivas juntamente com a Mancha Verde, ou poderia haver a possibilidade de a escola competir no tradicional Grupo Especial, resguardada pela mesma liminar que lhe garantiu este direito em 2006. No entanto, em julho de 2007, após uma nova reunião da LigaSP, ficou decidido que tal divisão seria extinta, voltando as escolas participantes desse grupo a disputar o Grupo Especial.

Para o carnaval 2008, a Gaviões teve como tema a cidade de Santana do Parnaíba, que fica na região metropolitana de São Paulo, e trouxe o carnavalesco carioca Mauro Quintaes, que coleciona passagens pela: Porto da Pedra, Salgueiro, Viradouro, Mocidade e Rocinha.

Como era a atual campeã do Acesso, a Gaviões foi a primeira escola a desfilar no carnaval paulistano. A escola impressionou com suas alegorias e fantasias luxuosas, porém, apresentou um nível abaixo em relação a outras agremiações e, até mesmo, em relação a desfiles seus anteriores. Novamente, a escola teve que correr no final do desfile para não estourar o tempo máximo (65 min), isso resultou na perda de pontos nos quesitos evolução e harmonia. O resultado foi um tímido 11° lugar para uma escola grandiosa, mas que não chega a ser tão ruim, já que a escola esteve boa parte da apuração entre as duas que seriam rebaixadas.

Para o carnaval 2009, a Gaviões trouxe o carnavalesco Zilkson Reis, vindo da Mocidade Alegre, que com o enredo O sonho comanda a vida, quando o homem sonha o mundo avança.-A fantástica velocidade da roda para evolução humana. É pura adrenalina! tentará trazer a Gaviões de volta ao topo na elite do carnaval paulistano.

A Escola impressionou ao fazer um desfile empolgante, ao mesmo tempo técnico, a Gaviões fez um desfile inesperado com um enredo nada convencional "O sonho comanda a vida, quando o homem sonha o mundo avança.-A fantástica velocidade da roda para evolução humana. É pura adrenalina", conquistando uma ótima posição, 4ºlugar.

Em 2010 a escola trouxe o enredo "Corinthians... Minha vida, minha história, meu amor!", e trouxe o centenário do Corinthians. Durante a apuração, os torcedores, revoltados com as notas do quesito Enredo, jogaram garrafas na pista do Sambódromo, após a revolta dos dirigentes da escola. A escola terminou em 5º lugar.

Intérpretes
Os intérpretes que desfilaram pela Gaviões como Bloco Especial foram: Osvaldinho da Cuíca, Serginho Bala, Armando da Mangueira, Thobias da Vai-Vai e Ernesto Teixeira. A partir da transformação em escola de samba, o intérprete sempre foi Ernesto Teixeira.

in http://pt.wikipedia.org/wiki/Gavi%C3%B5es_da_Fiel

Sem comentários:

Enviar um comentário